Doenças Ocupacionais Respiratórias – Perspetivas Atuais

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

António Jorge Ferreira

Keywords

asbestose, asma, cancro ocupacional, doenças ocupacionais, pneumoconioses, silicose

Resumo

As doenças ocupacionais são uma das causas mais significativas de morte e incapacidade relacionada com o trabalho. Dentro das múltiplas patologias desta família que podem afetar o ser humano, tomam principal destaque as afeções ocupacionais de etiologia respiratória, quer pelo seu significado a nível nacional e internacional, quer sobretudo pela sua gravidade e anos potenciais de vida perdidos. Constituem uma causa significativa de sintomatologia respiratória no trabalhador, bem como de absentismo, incapacidade e morte. Dentro da grande variedade de doenças ocupacionais respiratórias, o autor dá particular destaque às Pneumoconioses (provocadas pela inalação de poeiras minerais, quer sejam fibras ou partículas e sua subsequente resposta pulmonar, com particular impacto para a inalação de sílica cristalina respirável e amianto); Pneumonite de Hipersensibilidade Profissional (doença pulmonar complexa causada por uma reação imunitária desencadeada após a exposição respiratória a uma ampla variedade de antigénios; Asma Ocupacional (caracterizada por limitação variável do fluxo aéreo e/ou hiper-reatividade das vias aéreas, devidas a causas e condições atribuíveis a um ambiente de trabalho em particular e não a estímulos encontrados fora do local de trabalho) e Neoplasias Respiratórias Ocupacionais, com particular destaque para o cancro do pulmão e o mesotelioma pleural maligno).

Abstract 2280 | PDF Downloads 1630