Línguas Nacionais de São Tomé e Príncipe e Ortografia Unificada

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Ana Lívia dos Santos Agostinho
Manuele Bandeira

Keywords

crioulo, ortografia, ALUSTP, línguas nacionais, São Tomé e Príncipe

Resumo

Em São Tomé e Príncipe (STP), são faladas três línguas autóctones (santome, lung’Ie e angolar) além do português, língua oficial desde 1975. Neste ambiente multilíngue, contudo, não havia, até o início dos anos 2000, tentativas oficiais de normalização ortográfica dessas línguas nacionais. Em 2010, o Alfabeto Unificado para as Línguas Nativas de São Tomé e Príncipe (ALUSTP), a fim de se representar alfabeticamente as línguas santome, angolar e lung’Ie, foi sancionado. Além disso, desde 2009, o lung’Ie vem sendo ensinado nas escolas do Príncipe, devido, sobretudo, ao incentivo do Governo Regional do Príncipe à difusão da cultura principense. Nessa perspectiva, o presente capítulo tem como objetivo discutir as duas práticas linguísticas mencionadas, tendo em vista que ambas fazem parte de uma importante etapa para a efetivação de ações políticas em cenários multilíngues. Ademais, abordaremos as línguas crioulas de STP sob a perspectiva histórica e linguística em conjunto com sua ortografia unificada.

Abstract 156 | PDF Downloads 163